Dentro de todos nós corre um rio.
É preciso sentido para que o vento carregue tudo o que não é mais leve e que sua dança acenda todo esse ardor.
É preciso força para tomar terra.
E aprender que na descida, de nada importa ver a vida passar se não tivermos coragem de ali mergulhar.
É preciso balanço para enxergar a beleza no desconhecido e dissolver em seu pranto as incertezas do mundo.
É preciso coragem para amar fundo e transformar o medo maldito que nos retém, na ternura que nos leva além.
Dentro de todos nós corre um rio e ali mergulhei.
Levei em seu curso a certeza divina de ser nessa vida tal como sou.

segundo banner